Bugio encontrado morto, em Santa Rosa de Lima, não estava com febre amarela

infosul
Foto: reprodução

O macaco bugio encontrado morto no final do mês de abril, na comunidade de Rio do Meio, em Santa Rosa de Lima, testou negativo para febre amarela, segundo o Laboratório Central de Santa Catarina – Lacen.

Na ocasião, a equipe da Vigilância Epidemiológica colheu amostras do animal e enviou para análise em laboratório. Quando macacos silvestres morrem de forma atípica, pode indicar a ocorrência de um surto da doença na região.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Siuzete Vandresen Baumann, havia também suspeita de febre amarela sobre um paciente humano. O caso também foi descartado após análise. “Mesmo assim, é importante que as pessoas que ainda não fizeram a vacina da febre amarela procurem a Unidade de Saúde para a sua imunização”, alerta.

Sizuete orienta também para que a comunidade fique atenta caso encontre algum bugio morto ou com sinais da doença (andando pelo chão, lerdo, com dificuldade de comer ou beber). Neste caso, deve-se avisar imediatamente a Unidade de Saúde, no (48) 3654-0068. “Lembrando sempre que o bugio não transmite febre amarela e que os animais não devem ser mortos. Além de ser crime ambiental, isso aumenta a probabilidade de contaminação de febre amarela em humanos”, conclui.

× Fale com o Infosul