Capoeira ganha espaço em Tubarão

Foto: Prefeitura de Tubarão

Um dos patrimônios da cultura brasileira, a Capoeira, tem seus admiradores espalhados por todo país. Apesar de pouco se falar, muito tem a se dizer. De acordo com artigo da autora Samya de Paula, da Universidade Federal do Piauí, a capoeira surgiu “como forma de defesa de escravos africanos que eram brutalmente agredidos por “Capitães do mato””. As primeiras referências de Capoeira teriam surgido em 1770. E aí vem a pergunta: Capoeira é realmente uma luta ou uma dança? O professor de educação física, André Luiz Salvalaggio da Silva, um dos defensores da modalidade em Tubarão e região, responde que não é fácil entender a definição de Capoeira.

“Como dizia Vicente Ferreira Pastinha, mais conhecido como mestre Pastinha, um dos primeiros aprendizes de capoeira na Bahia: "Capoeira é tudo que a boca come". Não é fácil entender esta definição de mestre Pastinha, mas o que podemos levar de lição, é que a capoeira pode ser tudo que quisermos fazer com ela. Ela pode ser dança, luta, jogo, arte, manifestação cultural, etc.. basta querermos”, explica André.

E ele quis. Aos 12 anos de idade conheceu a Capoeira através do Mestre Diogo Mendes Pereira. Sua formação foi motivada pelo Mestre com um único objetivo: estar apto para lecionar aulas de capoeira. Neste ano, pela primeira vez a prefeitura de Tubarão lançou edital e incluiu a capoeira no hall de esportes. A escolinha de capoeira da Fundação de Esportes contou com alunos do bairro Dehon, onde tiveram aulas dos meses de abril a dezembro. Cerca de 20 alunos fizeram parte do projeto em 2019.

“Para 2020 esperamos que as escolinhas continuem e se possível, se expanda para mais bairros da cidade azul”, planeja o professor.

Benefícios da capoeira

Além de qualidade de vida pela prática de exercício físico, a capoeira proporciona aos praticantes um momento de descontração, relacionamento com outras pessoas e controle do estresse. Em meio a sua ação, se entrelaça a musicalidade: ao som do incomparável berimbau, pandeiro e atabaque.

Foto: André Salvalaggio

Quem pode praticar capoeira?

André explica que a capoeira é para todos! Desde criança, jovem, adulto e idoso. “Magrinho ou gordinho. Cada um vai aprendendo e se apropriando da capoeira no seu tempo, sem pressa, o importante é se divertir”, conta com empolgação.

Ficou interessados? Entre em contato com os professores para saber mais:
Mestre Frank: (48) 99641-7860
Professor André (Pé): (48) 99989-8701