Com mais 16 óbitos em um dia, Amurel passa de 700 mortes causadas pela Covid-19

infosul

Por Joelson Cardoso

A Amurel atingiu nesta quarta-feira, 24, a marca de 700 mortes ocasionadas por complicações do novo coronavírus. Sete municípios confirmaram o registro de 16 novos óbitos em seus boletins diários. Com isso, a região chega a 702 vidas perdidas para a doença. O número foi alcançado apenas nove dias depois de superar as 600 mortes, em 15 de março. Neste curto período, 101 pacientes morreram em decorrência da Covid-19.

Nesta quarta, quatro tubaronenses faleceram devido a doença. Todos eram homens. Dois tinham 72 anos e os outros dois possuíam 59 e 81anos. Gravatal divulgou o óbito de um homem de 57 anos ocorrido na noite anterior.

Em Imbituba, as vítimas foram um homem, de 59 anos, e duas mulheres, de 67 e 48 anos. Elas estavam internadas em UTIs. A primeira faleceu há dois dias, mas o exame do Lacem (Laboratório Central de Santa Catarina) que confirmou a morte por covid-19 saiu apenas nesta quarta. Os três possuíam comorbidades.

Em Laguna também foram registradas mais três óbitos. Os casos foram de um homem, de 67 anos, e duas mulheres, de 59 e 79 anos. Em Pescaria Brava, as vítimas foram três idosos, de 77, 85 e 86 anos. Os dois últimos tinham comorbidades.

São Martinho registrou o falecimento de um homem de 47 anos. Ele também possuía comorbidades. Após a divulgação do boletim oficial, Armazém informou um novo óbito, um idoso de 69 anos.

300 mil mortes no Brasil

Nesta quarta-feira, 24, o Brasil também superou uma trágica marca: a de 300 mil óbitos pela Covid-19. O país registrou 2.244 mortes pela doença nas últimas 24 horas, totalizando 301.087 vidas perdidas desde o início da pandemia. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa que apura os números junto às secretárias estaduais de saúde. A marca é alcançada apenas dois meses e meio depois de cruzar as 200 mil mortes.

× Fale com o Infosul