Deyvisonn de Souza é reeleito prefeito de Pescaria Brava

Deyvisonn da Silva de Souza (MDB) foi reeleito prefeito de Pescaria Brava neste domingo ,15. Ele alcançou 73,07% dos votos válidos. Foi a maior porcentagem entre os eleitos da Amurel. Seu adversário, Everaldo dos Santos (PDT) conquistou 26,93% dos votos válidos.

Deyvisonn, ao lado do vice-prefeito eleito Lourival de Oliveira Izidoro (PP) , o Louro, pode ficar à frente do município pelos próximos quatro anos, mas vai ter que superar problemas judiciais. A chapa Juntos por Pescaria Brava, de Everaldo, por exemplo, apresentou um pedido de impugnação à candidatura de Deyvisonn, alegando a rejeição das contas de 2017. O emedebista chegou a ficar com a candidatura indeferida por alguns dias até que sua defesa conseguisse convencer os magistrados do contrário.

Outro impasse ocorreu no dia 9 de novembro, quando a 2ª Vara Cível da Comarca de Laguna, condenou o atual gestor à perda imediata da função de prefeito, e suspensão dos direitos políticos pelo prazo de oito anos, além do pagamento de multa no valor de R$ 94.960,00 por dano causado ao erário. A defesa do político recorreu da decisão e aguarda o parecer jurídico. Caso a sentença seja mantida, Deyvisonn corre o risco de não reassumir a Administração Municipal em 2021 e, então, o vice Louro é quem comandará o município pelos próximos quatro anos.

Resultado final das eleições em Pescaria Brava:
Deyvisonn de Souza (MDB) – 73,07% - 4.665 votos
Everaldo dos Santos (PDT) – 26,93% - 1.719 votos

Nulos – 182 (2,73%)
Brancos – 104 (1,56%)

Comparecimento - 6.670 (90,56%)
Abstenções – 695 (9,44%)

Confira os vereadores eleitos:
Jaisson (PP) – 657 votos
Jairo (MDB) – 419 votos
Leandro (MDB) – 380 votos
Léia (MDB) – 368 votos
Miguel Carreirinho (MDB) – 337 votos
Gilberto Zé Carneiro (PDT) – 319 votos
Professora Talita (PP) – 301 votos
Rinaldo Cabeça (PSDB) – 280 votos
Zezinho Deus é Grande (PP) – 279 votos