DIA DA DEMOCRACIA

Imagem: Divulgação

Thiago Viana, vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Capivari de Baixo/SC.

25/10/2019

Dia 25 de outubro comemora-se o Dia da Democracia no Brasil, data de morte do jornalista Vladimir Herzog, em 1975.  Personagem histórico do nosso país, que na época da ditadura lutou pela liberdade de expressão. “Quando perdemos a capacidade de nos indignar com as atrocidades praticadas contra outros, perdemos também o direito de nos considerar seres humanos civilizados” disse ele.

Em um Estado democrático, todas as importantes decisões políticas estão nas mãos de quem elege, escolhe, fiscaliza e questiona seus representantes, sendo esta uma das principais funções da democracia. Bem como, a proteção dos direitos humanos fundamentais como as liberdades de expressão defendida por Herzog, bem como, de religião, a proteção legal e as oportunidades de participação social na política, economia e cultura. Sendo assim, vivemos mesmo a democracia?

A palavra democracia tem origem no grego “demokratía” - composta por “demos” que significa povo e “kratos” que significa poder.  Em nosso sistema político, o poder é exercido pelo povo através do voto. Na democracia, todas as importantes decisões políticas estão com o povo, que elege seus representantes, sendo esta uma das principais funções da democracia, a proteção dos direitos humanos fundamentais como as liberdades de expressão, de religião, a proteção legal e as oportunidades de participação social na política, economia e cultura.

Entretanto, o conceito de democracia não é algo perfeito e finalizado, ao contrário, é dinâmico e está em constante aperfeiçoamento, uma vez que sua construção e aprimoramento evoluem a cada acontecimento histórico.

Participar no sistema político protege seus direitos e sua liberdade. Por conta disso, não há dúvidas que para tornar a nossa democracia mais dinâmica, é necessário que todos os cidadãos não se acomodem e participem política. No sentido de discutir, trocar ideias, contestar, analisar planos de governo, protestar, elogiar iniciativas. Enfim, ter um compromisso com aquilo que é público, pois a nossa vida em sociedade pede isso.

Somos constantemente afetados pelo que esta a nosso redor e não adianta esperar que, apenas, uma reforma política resolva todos os problemas da Nação. É preciso, também, reformar a sociedade e gerar cidadania.

Desta forma, a democracia só será efetiva quando todos os cidadãos forem “conscientizados” e “politizados”. Isto é, quando forem responsáveis com seus direitos e deveres. E, quando compreenderem o valor da organização política e o significado e importância do bem comum.