Douglas Antunes indica que vai para o PSD

Foto: Gilmar Estevam

Pela primeira vez, desde o pronunciamento de sua desfiliação do MDB na semana passada, o parlamentar Douglas Antunes usou a tribuna da Câmara de Vereadores de Tubarão nesta segunda-feira, 09, para indicar sua nova sigla partidária: o PSD. Embora não confirme, o vereador deu a entender o acerto com o partido do atual vice-prefeito Caio Tokarski.

Filiado ao MDB desde 2012, em 2016 aceitou o convite para ser candidato a vereador e foi eleito com 1.097 votos. Na tribuna, numa extensa manifestação, Douglas descreveu sua trajetória política no partido que até então disse ter sido fiel.

O parlamentar falou ainda sobre o processo que objetivava a expulsão dele do MDB, devido a uma denúncia de falsificação de diplomas. Para acabar de vez com as notícias relacionadas a esse assunto, o vereador anexou diversas certidões negativas ao seu discurso entregue à imprensa.

Em sua fala disse “Saio de cabeça erguida, pois sei bem a maldade que está por trás dessa perseguição pessoal de alguns insanos que infelizmente conseguem influenciar os companheiros de bem, o tempo, e a história vai mostrar tamanha injustiça feita a mim”, declarou.

Douglas foi o primeiro vereador de Tubarão a usar o período da Janela Eleitoral. Até o próximo dia 03 de abril os parlamentarem poderão trocar de sigla sem que sejam punidos por infidelidade partidária.

No dia de sua desfiliação, o MDB emitiu uma nota oficial.

“O Diretório Municipal de Tubarão do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) comunica que recebeu hoje (5) o pedido de desfiliação do vereador Douglas Martins Antunes. O mesmo respondia processo junto à Comissão de Ética por violação de conduta e chegou à ser suspenso das atividades partidárias por 60 dias. Seu caso encaminhava-se para expulsão do partido. O MDB prima pela ética e transparência nos atos de seus filiados.”

O edil criticou a nota e respondeu à ela como “covarde”.