Equipe tubaronense de basquete consegue vaga na final da Liga Sul Catarinense de Basketball

Caio Maximiano
Caio Maximiano
Foto: CBT

Um reencontro de ex-atletas do basquete tubaronense virou coisa séria! Fundada a mais de quatro anos, a Confraria do Basquete de Tubarão (CBT), reúne mais de quatro gerações de desportistas que praticaram e ainda praticam o esporte. No início o objetivo da confraria era apenas reunir ex-atletas para confraternização, no entanto, com o passar dos anos, os integrantes resolveram reviver a equipe nas quadras. A ideia deu certo e os tubaronenes conquistaram vaga na final da Liga Sul Catarinense de Basketball, categoria série prata.

Como tudo começou

O Diretor-Presidente da Fundação Municipal de Esporte de Tubarão, Luiz Ernani Buerger, foi um dos responsáveis pela consolidação da CBT. Após reunir os ex-atletas para relembrar a época em que praticavam o esporte, surgiu a ideia de criar a Confraria. Os encontros eram mensais com o intuito de fortalecer os laços de amizade. “Nós realmente éramos uma família, ficávamos muito tempo juntos. E assim no final de 2014 criamos a Confraria do Basquete Tubarão”, conta Ernani. Atualmente mais de 40 membros integram a CBT.

Vaga na final da LSCB

Neste fim de semana a equipe conquistou vaga na final da série prata da Liga Sul Catarinense de Basketball. A partida foi contra a Associação Viva Basquete de Içara (AVIBI). Os tubaronenses venceram pelo placar de 73 a 69. “Podemos dizer que nossa equipe se superou. Cada jogador foi fundamental e fizemos um jogo espetacular”, conta Miguel Garcia Junior, um dos atletas da CBT.

A Liga Sul Catarinense de Basketball evidencia pelo quarto ano consecutivo na região Sul de Santa Catarina o basquete amador. Nesta temporada, a competição reuniu oito equipes de seis cidades diferentes. O campeonato foi disputado em turno único, todos contra todos e as quatro equipes com melhor índice técnico se classificaram para a Série Ouro da competição – de onde sairá o grande campeão da competição. As equipes que se classificaram da quinta até a oitava colocação se classificaram para a Série Prata – categoria que a CBT disputará a final. Seu adversário está indefinido: aguarda o vencedor do confronto entre o Criciúma Basquete Clube (CBC) x Assob.

A final está marcada para o dia 3 de novembro, ás 10h, no Ginásio da SAT em Criciúma.

“Estar na final é fantástico, pois o grupo é organizado e dedicado. Ver nas quadras os filhos, os netos, toda uma geração renascendo o basquete tubaronense é espetacular”, finaliza o direto de esportes Luiz Ernani.

Caio Maximiano
× Fale com o Infosul