Estado não tem previsão de retorno das atividades escolares

Foto: reprodução/SECOM

Um balanço das ações para reposição de parte do conteúdo letivo do calendário escolar na rede pública estadual em meio à pandemia do novo coronavírus, foi apresentado durante coletiva à imprensa pelo governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.

Segundo o chefe de estado, não há previsão para o retorno das atividades escolares. Pelo menos 75% dos alunos matriculados estão acessando as atividades na plataforma online utilizada pela Secretaria de Estado da Educação. Esse percentual representa o equivalente a 402 mil estudantes. Já os alunos que possuem acesso restrito ou que não possuem qualquer acesso à internet (25%), os materiais estão sendo adaptados e impressos para distribuição.

Dos mais de 25 mil professores ativos na rede de ensino, o engajamento entre os docentes está na casa dos 90% via plataforma Google, aponta o secretário Natalino. “Todas as nossas ações são feitas com muita seriedade. Estamos avaliando todas as demandas que nos chegam de representantes das instituições de ensino e trazemos para o debate junto ao Centro de Operações de Emergências em Saúde (Coes). A Educação não parou e nosso trabalho segue firme para buscar novas soluções, enquanto não há o retorno das aulas presenciais”, afirma.

Transporte escolar

Embora o Estado não tenha aulas presenciais, o transporte escolar continua. Logicamente, de forma diferenciada. Agora, os motoristas são responsáveis por levar o material didático aos alunos com dificuldade de deslocamento. Pelo menos 900 estudantes estão sendo atendidos desta forma.