Festa de réveillon, em Laguna, não é uma certeza; cidades litorâneas podem unificar decisão

Foto: reprodução

Alguns movimentos que fomentam o turismo de Laguna foram discutidos pelo Conselho Municipal de Turismo nesta semana. A reunião online confirmou, por exemplo, que a retomada do setor turístico na cidade deverá ser cautelosa, onde todos – sem exceção – vão precisar seguir os critérios de segurança e saúde.

“Assim que baixar os índices de contágio de coronavírus, a intenção é iniciar o turismo com guias e com todo o cuidado”, descreve o responsável da pasta, Evandro Carneiro.

O ecoturismo deve ser explorado nesse período como estratégia de visitação em espaços ao ar livre, sem aglomeração e com distanciamento social. Já para os atrativos históricos, como a tradicional Casa de Anita e o museu que leva seu nome, a ideia é elaborar protocolos sanitários, além da limitação do número de pessoas no ambiente.

Diversas cidades do Brasil estão cancelando eventos que celebram a chegada do novo ano. Entretanto, com objetivo de unificar a decisão, o assunto será discutido com os gestores das cidades do litoral da Região Lagunar nas próximas semanas.

No setor da pesca, a Secretaria de Planejamento Urbano apresentou um projeto para a construção de um deck nos Molhes da Barra, na região onde os pescadores realizam a captura de peixes compartilhada com os botos. A ideia é aumentar a visibilidade dos visitantes e promover um refúgio para os pescadores embaixo da construção.

Em Imbituba, o prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior já cancelou as festividades de final de ano. O anúncio da decisão foi divulgado ontem, 11. Clique aqui e confira a matéria completa.