Fiscalização da quarentena atendeu a mais de 500 ocorrências em 3 dias

Foto: PMT

Desde o início de seu funcionamento, na quinta-feira, 16, a força-tarefa formada por vários departamentos da prefeitura, com o apoio das Polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros, recebeu 367 denúncias pelo telefone 199 e whatsapp 3632.5856 e 211 dúvidas no e-mail. Foram aplicados 3 autos de infração em desfavor de estabelecimentos que descumpriram algum item do decreto e 6 foram fechados. Quanto a aglomerações de pessoas e festas, foram mais de 30 averiguações, sendo que 8 eventos foram interrompidos pelas forças policiais.

Além das denúncias pelos canais oficiais da força-tarefa, as equipes, principalmente as forças policiais, atuaram em rondas e abordagens pontuais, além de atendimentos de denúncias por seus canais, o que quase dobrou o número de atendimentos, com relação às denúncias citadas.

Os profissionais que estão atuando na força-tarefa, no entanto, constataram a ocorrência de muitas denúncias que ao serem averiguadas, não eram reais. E foram dezenas. Isso pode ser atribuído a trote, ou, que a infração deixou de ocorrer antes da chegada da fiscalização.

Madrugada de festas principalmente nas cidades onde os prefeitos não aderiram a quarentena

Nesta madrugada, a Polícia Militar de Tubarão divulgou imagem onde mostra os símbolos de ocorrência de som alto e perturbação do sossego alheio. Jaguaruna tem o maior número de casos registrado e é importante lembrar que é um dos municípios que não aderiu as indicações do comitê regional da Amurel.