Governo prorroga Auxílio Emergencial, mas valor será reduzido para R$ 300

Foto: reprodução

O Auxílio Emergencial, pago pelo Governo Federal aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados foi prorrogado até dezembro. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira, 01, após reunião entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ministros e parlamentares da base aliada, no Palácio da Alvorada. Entretanto, o benefício será reduzido em 50%, passando para R$ 300.

Segundo dados do Ministério da Economia, 6,5% de domicílios brasileiros sobreviveram, em julho, apenas com a renda do auxílio. O percentual corresponde a 4,4 milhões de lares. Já um estudo publicado pela Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) na quinta-feira, 27, entre as residências consideradas mais pobres, a ajuda financeira atingiu 124% do que seriam com as rendas habituais.

Em resumo, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também mostrou que o rendimento de R$ 600 pago pelo governo durante a pandemia, foi suficiente para superar em 16% a perda da massa salarial entre as pessoas que permaneceram sem um emprego. A análise utilizou como base os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do instituto.