Horóscopo | Astrologia: Ouro de tolo

Arte: divulgação

Horóscopo da Semana

ÁRIES
Popularidade junto ao sexo oposto, receptividade e encontro de afeições. Tudo isso proporcional ao quanto você distribuir disso também, portanto, preserve o bom humor, que será recompensado. Mantenha-se num estado “aprendiz” e use muito sua intuição. Surpreenda o quanto puder e seja original.

TOURO
Ater-se demasiado as necessidades, pode fazer de você alguém muito identificado com a escassez. Atente para que sua energia não seja consumida por ficar preocupado demais com isso. Busque uma comunicação mais eficiente como forma de equilibrar as tensões de dentro com as de fora.

GÊMEOS
O desafio não é se você consegue ou não, mas sim o que você quer conseguir realmente. Isto se faz reconhecendo suas verdadeiras necessidades, para então desenvolver as habilidades e isto se faz muito rápido quando se é um geminiano. Pode até ser o primeiro tijolinho, mas você precisa colocar as coisas no chão, começar sua construção.

CÂNCER
Podem haver coisas muito pontuais que feitas no devido tempo lhe darão maior estabilidade, inclusive financeira. Mas são atitudes, decisões que precisam ser tomadas rapidamente e no tempo certo. Isto poderá fazer a diferença entre abundância ou um período de “cinto mais apertado”.

LEÃO
Vão-se os anéis, ficam... Poderá ter de enfrentar testes de resistência. Será mais bem sucedido se souber reunir pessoas e interesses comuns, inclusive os seus. Porém resistir só por resistir, ou por simples capricho, pode se mostrar insuficiente. Reveja suas prioridades e não tente fazer tudo sozinho. Sendo cuidadoso preservará a boa sorte financeira.

VIRGEM
Cavalo encilhado passando. Afine-se com esse momento, ele encerra oportunidades que ainda não foram exploradas. Tudo isso deve ser usado de maneira a alimentar sua segurança financeira e proteção daqueles que lhe são caros. Um teste de força e resistência, mas que lhe garantirá uma situação mais confortável.

LIBRA
Pode ser que se sinta desenraizado, mas isto pode ser de curta duração ou longa, se persistir em certos pontos de vista, deixando escapar o lado bom e inédito das novas experiências. Pense, tente e faça diferente. Mudar a matriz do pensamento, produzirá novos resultados.

ESCORPIÃO
Sua força interna precisa estar acionada, você tem coisas importantes a dizer e a fazer que podem mudar a situação de outras pessoas. “Se você quer ser feliz, faça primeiro os outros felizes”. Assim, sua felicidade, já estará assegurada. Poderá reverter uma situação material que parecia difícil.

SAGITÁRIO
Poderá sentir necessidade de aumentar sua proteção e a dos seus.  Muitas pessoas podem estar passando momentos muito difíceis, e você não deve se deixar contaminar pelo meio ou apelo geral. Não se deve agir sem tomar completo conhecimento da situação. Semana difícil nos sentimentos, porém positiva para os negócios.

CAPRICÓRNIO
Você tem uma desconfiança inata em grupos ou grandes organizações e tende a evitar o que é novo ou voltado para o futuro. Isso agora com a oposição de Marte, poderá ser testado ao máximo, ao ponto de mutação. Nada é para sempre e tudo na vida é muito mais dinâmico. Adapte-se para continuar ganhando.

AQUÁRIO
Você tem sempre um senso de liberdade e de individualidade difícil de ser acompanhado por outras pessoas. Mas agora, se quiser se aproximar romanticamente de alguém, terá de saber falar essa nova língua, a dos sentimentos, que tem outro tipo de regra, que não tem lógica, mas que também tem sua razão de ser. Se quiser conhecer alguém em profundidade, terá de se abrir também.

PEIXES
Opere a partir de sua intuição e não tema ser criativo. Você nem imagina o quanto as pessoas poderão estar precisando justamente disso, inclusive no seu trabalho. Juntar a inteligência com a intuição, poderá revelar aptidões desconhecidas até para você mesmo. De toda maneira, deve aproveitar o excelente momento profissional.

O CAMINHO DOS ASTROS 90

Ouro de tolo
“Eu é que não me sento; No trono de um apartamento; Com a boca escancarada cheia de dentes; Esperando a morte chegar” (R. Seixas)

Nosso inconsciente se expressa através de uma linguagem própria, os arquétipos coletivos, que são como características pessoais passadas de geração à geração. O que estamos passando agora, é resultado de feridas ancestrais, que tem sua origem arquetípica, baseada em conflitos de território, perceptíveis não só pela astrologia, mas por toda uma gama de conhecimentos e estudos que vão desde o esoterismo até a psicologia (C.G.Jung).

E no país onde a culpa é de quem morreu, como absolvermo-nos da eutanásia coletiva? Não fizemos justiça quando devíamos e agora assumimos ser cumplices dos próprios algozes. Serão necessários muitos e muitos anos para reabilitarmo-nos da multidão de órfãos que 500.000 vidas perdidas deixaram, e quantos mais ainda irão ficar.

Nossos mortos sempre farão parte de nós. É por isso que não vai ter como esconder, o que fomos capazes de fazer uns aos outros, e em nome do que. Planetas transpassais, como (Urano, Netuno e Plutão), quando fortemente expectados, significam a ativação de processos de transformações sociais fortíssimas. Tudo muito ligado a nossa ancestralidade, nos obrigando a olhar para ela.

Quais memórias ancestrais estão em cena? A memória subconsciente de conflitos, como da segunda guerra mundial e seu holocausto, onde Urano também expectava com Saturno, em Touro, como agora. Dentro da Numerologia, a palavra Guerra soma 73 (7+3). Sete representa a força exercida num propósito de impor uma nova (in)consciência em um coletivo (três). Os números tem uma personalidade própria, seus arquétipos.

Agora com o planeta Marte ativando a quadratura de Saturno/Urano, temos novamente a repetição de um padrão bélico para alguns, e de transformação profunda e cura para outros. Esses dois lados tendem a caminhar em direções completamente opostas. E assim, a falta de solução leva a repetição de erros que já conhecemos. Em contrapartida, poderemos ter uma nova concepção de sociedade que por mais utópica que possa parecer, deverá surgir dessa que já não funciona mais.

Interpretação arquetípica baseada na quadratura “T” formada entre os planetas Marte, Saturno e Urano.