Justiça Desportiva nega recurso do Tubarão e define rebaixamento da equipe no Catarinense

Caio Maximiano
Caio Maximiano
Foto: William Lampert | CA Tubarão Foto: William Lampert | CA Tubarão

Uma sessão realizada na tarde desta quinta-feira (28) sacramentou o rebaixamento do Tubarão para a segunda divisão do Campeonato Catarinense. No dia 23 de julho, o Tubarão havia entrado com um pedido no TJD-SC solicitando que o clube não fosse rebaixado no Catarinense 2020 em virtude da pandemia. O pedido, em parte, foi atendido. As duas partidas contra o Concórdia aconteceram, mas a FCF teria que aguardar o julgamento para ratificar o descenso. Uma sessão virtual no dia 06 de agosto, com resultado de 8 votos contra e 1 voto a favor, negou o pedido do Tubarão e autorizou a Federação Catarinense de Futebol a homologar o rebaixamento.

A única solução para o Tubarão seria recorrer ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O clube entrou com um "recurso voluntário" e o julgamento definitivo foi realizado na tarde desta quinta-feira (28) pelo Pleno do STJD. Por uninamidade de votos (5x0), o recurso foi negado e o Tubarão está oficialmente rebaixado para a Série B do Catarinense 2021.

No campo, o Tubarão terminou na lanterna da fase classificatória com apenas 6 pontos. A campanha teve apenas 1 vitória, contou com 3 empates e 5 derrotas. A equipe disputou o playoff de rebaixamento contra o Concórdia. Na partida de ida, em Tubarão, perdeu por 2 a 0. No duelo da volta, em Concórdia, voltou a ser derrotado por 2 a 1. O início da Série B está marcado para 30 de maio.

Caio Maximiano
× Fale com o Infosul