MDB e PP mantêm maior número de vereadores enquanto PSDB encolhe e PSL estreia na Amurel

infosul
Foto: reprodução

Por Joelson Cardoso

Embora tenham perdido cadeiras, o MDB e o PP continuam com o maior número de vereadores eleitos na Amurel após as eleições do último domingo, 15. Duas forças partidárias da região, este ano os emedebistas elegeram mais representantes no legislativo que os progressistas. Há quatro anos, o resultado final foi o contrário.

A partir de 2021, 14 partidos terão mandatos nos legislativos da Amurel. Foram escolhidos 182 vereadores nos 18 municípios. Houve uma redução de duas vagas em relação à última eleição municipal, uma vez que, em setembro deste ano, a Câmara de Vereadores de Tubarão aprovou um projeto de lei que diminuiu o número de cadeiras de 17 para 15 a partir da próxima legislatura.

Em 2020, o MDB elegeu 44 parlamentares municipais enquanto o PP teve 42 eleitos na região. As duas legendas predominam principalmente nos municípios pequenos, onde são tradicionalmente adversários, embora haja exceções. Em Sangão e Santa Rosa de Lima, por exemplo, eles serão os únicos partidos nas câmaras.

No maior cidade da região, Tubarão, o PP manteve sua força eleitoral e elegeu quatro vereadores este ano, um a menos que em 2016. Os progressistas repetiram o desempenho da última campanha e tiveram três dos quatro mais votados na corrida pelo legislativo tubaronense. Já o MDB saiu menor e conseguiu eleger apenas o recém-chegado José Luiz Tancredo. Na última eleição municipal haviam conquistado três cadeiras.

Também um dos partidos tradicionais da região, o PSDB registrou um grande encolhimento e viu eleger apenas 11 dos seus filiados. Há quatro anos, a sigla havia conquistado 31 cadeiras nas câmaras pela Amurel. O PT viu seu espaço reduzir de cinco para somente um vereador eleito. Dilnei da Rosa, o Nei, conquistou uma vaga no legislativo de Armazém e vai representar a legenda na região.

Já o PSD se consolida e ocupa o espaço do PSDB com o terceiro maior número de vereadores eleitos. Forte principalmente no Vale do Braço do Norte, onde têm 15 representantes eleitos, o partido será maioria nas câmaras municipais de Rio Fortuna, Grão-Pará e Braço do Norte.

O PSL, partido do governador Carlos Moisés e pelo qual o presidente Jair Bolsonaro se elegeu, faz sua estreia na região elegendo 16 vereadores. A legenda que atraiu milhares de filiados em 2018 trilhou um caminho próprio sem se vincular muito aos seus grandes nomes e conseguiu se colocar em oito municípios, tendo os mais votados de Laguna, Capivari de Baixo e Imaruí.

O Cidadania (ex-PPS) viu sua bancada regional diminuir de cinco para dois representantes. Já o PL (ex-PR) e Republicanos (ex-PRB) cresceram. PDT e PSB mantiveram o número de eleitos. O PSC e o DEM voltam a ter representantes na Amurel. O Podemos (ex-PTN) também surge na região com quatro representantes eleitos.Leia também:

Confira todos os candidatos eleitos da Amurel

PP e MDB seguem a frente da maioria das prefeituras da Amurel; PSL surge como novidade

× Fale com o Infosul