Mesmo após prejuízos, comércio não abrirá no feriado de Corpus Christi

Foto: reprodução

Ainda que a pandemia de Covid-19 tenha causado prejuízos no comércio local, o Sindicato do Comércio Varejista de Tubarão e Região (Sindilojas), orientou que o feriado religioso de Corpus Christi, celebrado na próxima quinta-feira, 11, seja respeitado. Desta forma, o comércio local não atenderá ao púclico.

“De acordo com os termos dos parágrafos 1º e 2º do artigo 13 da Medida Provisória 927/2020, em decorrência da paralisação das atividades do comercio nos municípios integrantes da Base Territorial deste Sindicato, pelo estado de calamidade pública, as lojas poderão antecipar os feriados nacionais. Em relação aos feriados religiosos, deverá haver concordância do empregado para a antecipação e desde que existam salto nas horas a serem recuperadas pelos trabalhadores”, diz um trecho da orientação, onde o Sindilojas expõe o motivo da decisão.

Reflexos da pandemia

Em março, com as medidas preventivas impostas pelo Governo do Estado no combate ao novo coronavírus, o comércio ficou 26 dias com as portas fechadas, sem qualquer tipo de atendimento. Em Tubarão, quando retornou, em 13 de abril, segundo o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Rafael Silvério, o prejuízo no varejo ultrapassou R$ 150 milhões.