Mesmo com divergências, municípios da Amurel confirmam lockdown parcial; apenas três cidades não acataram a medida

Imagem: reprodução

Em coletiva online realizada na manhã desta quarta-feira, 15, o presidente da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel), Clésio Bardini de Biasi, que também é prefeito de Treze de Maio, juntamente com os demais gestores municipais, comitês técnicos e profissionais da saúde, confirmaram olockdown’ parcial a partir de amanhã.

Os prefeitos de Braço do Norte (Beto Kurten), Gravatal (Wanderlei Marega) e Grão-Pará (Márcio Borba) discordaram das restrições e, foram orientados pelo jurídico do Comitê Extraordinário Regional de Saúde a prestarem esclarecimentos técnicos do recuo, visto que a decisão havia sido fechada – e acordada – durante reunião na noite de ontem. Os gestores ainda não se manifestaram.

Imagem: gráfico de infectados no município de Tubarão. Em 30 dias, quase 600 pacientes foram positivados com o vírus.

“Desde o início nós temos nos preparado para esse problema (Coronavírus). Nesse período, nós aumentamos os leitos de UTI, mas desde o dia 15 do mês passado estamos tendo problemas. Nossa recomendação e nosso pedido é que todos apoiem o isolamento social. Se não fizermos isso, vamos ter uma situação bastante dramática na região. Estamos no nosso limite”, disse o diretor executivo do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), Fábio Tadeo Teixeira.

A medida foi uma iniciativa do município de Tubarão, após reunião interna realizada também no dia de ontem, entre secretariado municipal, prefeito, vice e Comitê de Crise da Covid-19.

Imagem: reprodução

"São 120 dias de luta, dificuldades. Todas as nossas decisões são técnicas, baseadas em dados científicos, verdadeiros. A melhor forma de vencermos isso é fazendo uma paralisação. Peço que nos entendam. Sabemos das dificuldades porque também nos colocamos no lugar de todos. No entanto, agora, é questão de força maior. Nos ajudem”, disse Daisson Trevisol, presidente do Comitê Extraordinário de Saúde da Amurel.

Contrariando o significado real de lockdown – palavra popularmente adotada para o cenário atual – a região não fechará tudo; somente os serviços considerados não essenciais (ainda não foram divulgados). Cada cidade vai emitir seu decreto, que terão validade por um período de nove dias, seguindo, portanto, ter até o dia 24.