Novas fontes de proteína são incluídas na alimentação escolar

infosul
Foto: divulgação | PMT

As refeições servidas nas unidades de ensino da rede municipal de educação de Tubarão tiveram um importante incremento no mês de maio. Foram incluídas no cardápio novas fontes de proteínas: moela de frango e o corte de carne bovina tatu, ou lagarto.

Os alimentos tiveram uma boa aceitação por parte dos alunos dos Centros de Educação Infantil e Escolas de Educação Básica do município. "Este novo corte da carne bovina proporcionou o preparo de uma carne de panela diferenciada, pois até então a carne enviada era no formato de cubos pequenos ou moída. Algumas unidades usaram a criatividade e prepararam até mesmo tatu recheado. Já a moela de frango é uma ótima fonte de proteína e rica em ferro, possuindo um ótimo custo/benefício para a alimentação escolar", relata a nutricionista do Departamento de Alimentação Escolar (DAE), Karin de Souza Pereira.

Além das duas novas fontes, integram a lista de proteínas distribuídas pelo DAE: carne bovina em cubos, carne bovina moída, lombo suíno, fígado bovino, filé de tilápia, coxa e sobrecoxa de frango e peito de frango, estes dois últimos disponíveis nas versões de criação convencional e também orgânica.

E outras fontes de proteínas vêm por aí. O DAE iniciou um processo de ampliação e distribuição de uma variedade maior de frutas, como abacate, manga, pêra, melão, melancia, mamão e limão, além das tradicionais banana, maçã, laranja comum, laranja montenegrina e morango, que já faziam parte das frutas disponibilizadas.

× Fale com o Infosul