Olimpikus vence o Palmeiras e é campeão do Municipal de Tubarão

Foto: Omar Mendonça | Uni TV

Em tarde de muitos gols, quebra de jejum e gols de camisas 9, dois grandes jogos movimentaram a decisão do Campeonato Municipal de Tubarão, neste sábado (11), no Estádio Aníbal Torres Costa. Representado na final em duas categorias, o Palmeiras de Congonhas viu os adversários comemorarem o título. No sub-18, o troféu foi conquistado pelo Santo Anjo, do bairro Guarda Margem Esquerda. Na partida mais aguardada da tarde, o Olimpikus venceu nos pênaltis e levou o título da categoria principal para o bairro Passagem.

Na categoria sub-18, o título foi conquistado após uma grande virada. No primeiro tempo, os dois camisas 7 marcaram. Kauan abriu o placar para o Palmeiras e Luizinho, que havia acabado de entrar, deixou tudo igual minutos antes do intervalo. Na etapa final, o Santo Anjo não perdeu tempo e logo virou o placar no segundo tempo. Aos 2 minutos, Vini recebeu na entrada da grande área e chutou forte de pé direito para marcar o segundo do Santo Anjo na partida. O terceiro e último gol da equipe da Guarda foi marcado aos 11 minutos. Bem posicionado, o artilheiro Negueba recebeu dentro da área e tirou do goleiro para marcar o gol do título do Santo Anjo. O camisa 9 terminou a competição com 8 gols.

De virada, o Santo Anjo venceu o Palmeiras e conquistou o Municipal Sub-18. Foto: Omar Mendonça | Uni TV

Na decisão do principal, a disputa foi ainda mais acirrada. No primeiro tempo, o placar foi aberto com um gol de peito do Olimpikus. Xande recebeu bom passe dentro da área e finalizou em cima da defesa. A bola sobrou para André, que de peito, abriu o placar para o Verdão da Comasa. O gol de empate do Palmeiras veio nos acréscimos. No cruzamento vindo da direita, Celino alcançou de carrinho e acertou a trave. No rebote, Raul mandou para o fundo das redes. Na volta do intervalo, o Palmeiras agiu rápido e retomou a frente do placar. Aos 40 segundos, o camisa 9 Brasão tabelou com Rodrigo Silva, recebeu dentro da área e aproveitou a falha do zagueiro Peu para finalizar rasteiro no canto direito do goleiro Tiago Bazanella. O empate do Verdão de Congonhas também saiu dos pés de um camisa 9. Após boa jogada de Raul pela direita, Celino aproveitou o cruzamento e estufou as redes do goleiro Jeff. Após os dois gols logo no início do segundo tempo, o empate persistiu e a decisão foi para a disputa de pênaltis.

Final do Municipal de Tubarão teve quatro gols no tempo regulamentar. Foto: Omar Mendonça | Uni TV

De um lado, um Palmeiras buscando aumentar o número de títulos municipais, do outro, um Olimpikus que chegava à sua terceira final consecutiva brigando por um resultado diferente das duas anteriores. Na marca da cal, brilhou a estrela do goleiro Jeff, do Verdão da Comasa, que defendeu duas cobranças. Nas duas primeiras batidas, Baiano (Olimpikus) e Ronaldinho (Palmeiras) fizeram seus gols. André (Olimpikus) também converteu sua cobrança e Picolé (Palmeiras) parou em Jeff, que pulou no canto direito para fazer a defesa.

Goleiro e capitão do Olimpikus, Jeff brilhou na disputa dos pênaltis. Foto: Omar Mendonça | Uni TV

O Olimpikus teve a chance de abrir dois gols de vantagem, mas Pipoca cobrou mal e Tiago Bazanella defendeu no meio do gol. Marcão deixou tudo igual para o Palmeiras e Perninha voltou a colocar a equipe do bairro Passagem na frente. Duda também parou no goleiro Jeff e deixou o título do Verdão da Passagem ainda mais próximo. Artilheiro da competição com 7 gols, o centroavante Brasão foi bateu forte no meio do gol e correu para comemorar o título do Olimpikus com os companheiros.

Artilheiro da competição, Brasão cobrou o pênalti decisivo e deu o título ao Olimpikus. Foto: Omar Mendonça | Uni TV

Finalista nas últimas três edições, o Olimpikus confirmou o seu favoritismo e não 'bateu na trave'. Comandado pelo presidente André Fortunato (Coró) e o técnico Edson Criciúma, a equipe do bairro Passagem fez grande campanha e conquistou o seu 3° título do Campeonato Municipal promovido pela Liga Tubaronense de Futebol (LTF).