Por considerar prática abusiva, Procon notifica Celesc por aumento na conta de luz

Foto: reprodução

O Procon estadual notificou a Celesc ontem, segunda-feira, 24, para que suspenda o reajuste na conta de luz, em vigor desde o último sábado, 22, conforme publicado pelo Portal Infosul na semana passada.

Segundo o órgão de defesa do consumidor, a concessionária deve considerar o momento delicado por causa da pandemia do novo coronavírus, que afetou diretamente a economia.

Para justificar o reajuste, a empresa argumenta que os custos de aquisição de energia, de transmissão e os encargos setoriais, itens que não são de gerência da distribuidora, aumentaram. A média de aumento foi de 8,42% para consumidores residenciais de baixa renda, rurais, iluminação pública e comércio, e de 7,67% para indústrias e comércios de grande porte, como shoppings.

Já o Procon argumentou que o Código de Defesa do Consumidor considera como abusiva práticas que coloquem o cliente em desvantagem exagerada, que sejam incompatíveis com a boa fé ou que permitam ao fornecedor elevação do preço de maneira unilateral.

Até o fechamento desta nota, a Celesc não havia se manifestado sobre o assunto.

EM TEMPO: nesta segunda-feira, 24, o vereador de Tubarão, José Luiz Tancredo, juntamente com a bancada do MDB, enviou uma ‘Moção de Repúdio’ ao governador Carlos Moisés e ao diretor da Celesc, Cleicio Martins, sobre a decisão do aumento da tarifa de energia elétrica.