Porto de Imbituba apresenta balanço de avistagem de baleias-francas da temporada 2019

Foto: SCPar

A SCPar Porto de Imbituba concluiu em novembro as atividades de monitoramento das baleias-francas referente a temporada de 2019. De julho a novembro, período de concentração reprodutiva desses mamíferos na costa catarinense, foi realizado semanalmente o Monitoramento Terrestre, além do Monitoramento Aéreo, com três sobrevoos de helicóptero entre Florianópolis (SC) e Torres (RS), em julho, setembro e novembro.

Na temporada 2019 foram avistadas 67 baleias-francas durante os monitoramentos aéreos: 15 indivíduos no mês de julho e 52 em setembro. Nesse período em que o litoral de Santa Catarina torna-se historicamente a principal área de concentração reprodutiva de baleias-francas na costa brasileira, as francas vêm ao Brasil para acasalar, procriar e amamentar seus filhotes. Do total registrado em 2019, estão incluídos 27 filhotes nascidos nesta temporada. Golfinhos, pinípedes (lobos e leões marinhos), toninhas e baleias-de-bryde também foram avistados nos três sobrevoos. Os resultados do monitoramento terrestre ainda estão sendo analisados, mas já é possível afirmar que a Praia da Ribanceira, em Imbituba, continua sendo a principal área de concentração da espécie, principalmente para atividades de descanso e cuidado parental.

Na temporada 2018 foram avistadas mais de 280 baleias, número considerado recorde.

As atividades fazem parte do Programa de Monitoramento de Cetáceos e têm como objetivos realizar a contagem das baleias-francas e analisar a presença de outros cetáceos e mamíferos marinhos na região do Porto de Imbituba e adjacências. O monitoramento é coordenado pela SCPar Porto de Imbituba e envolveu pesquisadores do Instituto Australis e da empresa Acquaplan Tecnologia e Consultoria Ambiental, contratada pelo porto.