Primeira morte por coronavírus é confirmada em Tubarão

Foto: reprodução

Internado há 18 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), o cantor e compositor Deison Freitas, de 34 anos, morreu na madrugada desta terça-feira, 07, vítima do novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo secretário de saúde de Tubarão, Daisson Trevisol, que afirmou que o paciente "não tinha nenhuma comorbidade associada". Deison era natural de Porto Alegre e atuava como professor de música.

O HNSC emitiu um comunicado, confira:

"O Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), de Tubarão, e referência para os municípios da Amurel, informa que registrou o primeiro óbito por COVID-19 esta manhã, às 5h10. O paciente masculino, de 34 anos, estava internado na UTI desde o dia 19 de março. Ele teve coleta de exame feita e enviada ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) também no dia 19/3 e resultado comunicado à Vigilância Epidemiológica no dia 23/3. O mesmo era tabagista, mas não apresentava nenhuma doença pré-existente. O HNSC é solidário e está prestando toda a assistência à família, bem como seguindo todos os protocolos recomendados pela Organização Mundial de Saúde."