Projeto Ambiental de Jaguaruna causa polêmica logo após lançamento

Foto: Folha Regional Web TV

O Projeto “É hora de reciclar” começou nesta quarta-feira, 04, em Jaguaruna. O objetivo é conscientizar a população em separar o lixo seco do úmido. Para o sucesso do projeto, cartilhas estão sendo distribuídas nas escolas do município.

No entanto, alguns moradores mais atentos perceberam uma falha no “Eco Ponto” instalado nas proximidades da antiga estação ferroviária da cidade. Se pelo lado de fora é possível observar divisórias para o recebimento dos resíduos, internamente tudo fica misturado.

Segundo o diretor da empresa responsável pela elaboração do container, Ronivan Rodrigues Alves, uma triagem do lixo depositado no local será realizada e, por essa razão, a direção achou que não seria necessário colocar divisórias. “Na semana que vem nós vamos soldar uma ‘tela de cerca’ dentro”, pontua o responsável pela Transrecol.

Já Leandro de Souza Duarte, diretor do Instituto do Meio Ambiente de Jaguaruna – IMAJ, afirmou que assim como as gaiolas de separação, as portas também não foram colocadas. Ele garante que esses reparos já estão sendo providenciados e “será solucionado até o final deste semana”, pontua.

Nesta primeira etapa, somente o centro de Jaguaruna foi contemplado com o projeto (Riachinho, Cristo Rei, Paulo Cruz, Centro, Beija Flor e Encruzo). Logo, o “É hora de reciclar” também será disseminado nas praias e bairros do interior do município. As coletas serão realizadas nas residências e comércio todas as segundas e sextas-feiras para lixos úmidos e quartas-feiras para os lixos secos. No “Eco Ponto” os munícipes poderão depositar os resíduos em qualquer dia e horário.

Lixo úmido: restos de comida; papel higiênico; papeis engordurados; isopor e fraldas descartáveis.

Lixo seco: papéis; papelão; latas; vidros; plásticos; embalagens de leite, suco e óleo de cozinha usado em garrafa pet.

 

Acompanhe o Portal Infosul nas Redes Sociais: Facebook e Instagram.