Rodrigo Bandeira é apresentado como novo técnico do Hercílio Luz

Foto: Patrícia Amorim

Por Caio Maximiano

Rodrigo Bandeira, o novo treinador do Hercílio Luz, foi apresentado nesta quarta-feira, 21, no Estádio Aníbal Torres Costa. O gerente de futebol Daniel Frasson foi o responsável por dar as boas-vindas e entregar uma camisa do Leão do Sul ao novo comandante da equipe. Rodrigo Bandeira chegou à Tubarão na noite de segunda-feira e ontem já comandou a sua primeira atividade junto ao elenco. O profissional de 47 anos será o comandante da equipe na Série B do Catarinense.

Frasson deu às boas vindas ao novo técnico do Hercílio. "Rodrigo Bandeira é um profissional de alto gabarito. Acompanhei como atleta e como treinador também. Tenho certeza que vai nos ajudar muito nesta sequência de trabalho. Já começou os trabalhos no dia a dia do clube. E eu tenho a honra de apresentar como o novo comandante da equipe do Hercílio Luz para o início dessa competição tão importante que iremos disputar".

Em seguida, Daniel entregou uma camisa do Leão do Sul à Rodrigo Bandeira, que vestiu e falou pela primeira vez sobre a sua chegada ao clube. "Estou bem feliz e honrado em estar trabalhando no clube. Reencontrando uma pessoa que eu conheci há muito tempo em Porto Alegre, o Daniel. Um clube com história e tradição. Tive a oportunidade de enfrentar em 2017 quando eu estava no Camboriú. Eu perdi um acesso para o Hercílio (2017), mas eu tenho certeza que esse ano vai ser diferente e nós vamos buscar o acesso com todas as forças. É uma oportunidade que eu encaro com muita alegria, muito prazer e muita disposição".

O novo treinador comentou sobre a ausência do torcedor nos estádios por conta da pandemia. "Não se faz nada sozinho no futebol. Precisamos de todos. Todos são importantes. Uma pena a gente não poder ter a presença da torcida nos dias dos jogos. Eu vi o quão importante e forte é o torcedor do Hercílio. Mas eu tenho certeza que juntos vamos fazer um belo trabalho. Conto com o apoio de todo mundo".

Ele revelou porque aceitou a proposta de assumir o Hercílio Luz. "Prontamente quando me foi feita a proposta eu aceitei. É um time de tradição e muita história,  que merece ser recolocado na série A. É um desafio extremamente interessante. Eu já trabalhei aqui em Santa Catarina e sei que é um campeonato muito bom de disputar, organizado, com boas equipes. Em função da pandemia será um pouco diferente, só 9 jogos. O objetivo é buscar uma das 3 vagas e a gente já sabe como buscar isso. Não tem como negar um convite de um clube com tanta história como o Hercílio Luz".

Sobre o curto tempo para trabalhar, Rodrigo diz que isso não o preocupa. "Como o clube vinha fazendo uma pré-temporada e já tem uma base de trabalho, a gente consegue ajustar algumas coisas com o diálogo, com as informações que vamos passar. Alguns atletas que estão aqui já trabalharam comigo, outros eu enfrentei. No futebol hoje é muito rápido de se conhecer. Tem informações dos atletas, assim como eles tem de nós profissionais de comissão. Não vejo problema nenhum em relação ao tempo. Nossa prioridade é fazer com que as coisas andem o mais rápido possível e da melhor maneira possível para a gente ter uma boa estreia. Como teremos jogos de domingo a domingo, vamos ter a semanas pra trabalhar, então não é uma coisa que me preocupa. Já peguei situações piores em relação a tempo e funcionou. Aqui também vai funcionar, com certeza".

Na apresentação, o técnico ainda deixou um recado para torcida. "O torcedor pode ter certeza que aqui vai ter um profissional 100% engajado no projeto, que vai trabalhar, se dedicar e procurar fazer o melhor. Vou entender e conversar com o torcedor. A gente tem que estar sempre aberto a ouvir. Tenho certeza que vamos plantar coisas boas e colher ótimos frutos. É um trabalho de todos: torcedor, nós da comissão, principalmente dos atletas. Todo mundo andando junto para recolocar o Hercílio na primeira divisão. Estou muito feliz aqui e vou trabalhar da melhor maneira possível para que possamos fazer as coisas funcionarem".

A coletiva de apresentação do técnico Rodrigo Bandeira também teve questionamentos ao gerente de futebol Daniel Frasson, que falou sobre a mudança do treinador. "Toda mudança a gente espera que seja uma mudança para melhor. O Rodrigo tem uma nova filosofia do trabalho e nos primeiros contatos dele com os atletas eu fiquei bastante satisfeito com aquilo que eu vi".

Frasson também foi questionado em relação ao planejamento do clube. "O nosso planejamento é em relação a conquistas, ao nosso acesso. É de suma importância. Precisamos desse acesso e temos essa responsabilidade. Não vamos fugir jamais da responsabilidade que nós temos. O mais importante é o acesso à Série A. É o lugar que o Hercílio tem que estar".

A estreia do Hercílio Luz na Série B do Campeonato Catarinense está marcada para o dia 1° novembro (domingo), contra o Barra, às 15 horas, no Estádio Aníbal Torres Costa.