Santa Catarina tem melhor desempenho em ranking nacional de enfrentamento à pandemia

Foto: reprodução

Santa Catarina tem o melhor desempenho do Brasil no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. O reconhecimento está no Ranking Covid-19 dos Estados, divulgado na semana passada pelo Centro de Liderança Pública (CLP) em reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. SC avançou uma posição em relação à semana anterior, quando estava na vice-liderança.

Com uma nota 33% superior em relação ao Rio Grande do Sul, atual segundo colocado, Santa Catarina se consolida em uma avaliação que leva em conta nove indicadores: a proporção de casos confirmados, a evolução dos casos (em escala logarítmica) e o porcentual de mortalidade de Covid-19, conforme números do SUS. Também são analisados os mesmos indicadores para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), fornecidos pela Fiocruz, além do Índice de Transparência da Covid-19, da Open Knowledge Brasil, e de dados de isolamento social, do Google.

Santa Catarina foi uma das primeiras unidades da federação a adotar o isolamento social mais rígido, inclusive com a proibição do transporte coletivo. Serviços não essenciais foram fechados, e a retomada das atividades econômicas foi feita sempre com protocolos criados com o respaldo técnico e científico do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES). O Estado hoje tem uma condição favorável em relação ao restante do país, com a menor taxa de letalidade entre os estados do Sul e Sudeste (1,48%), e já realizou mais de 45 mil testes, o que permite um controle mais eficaz da propagação da enfermidade.

Outra ação que auxiliou no bom desempenho de Santa Catarina, na avalição do secretário, foi o pagamento do teto para os hospitais filantrópicos, que respondem por 70% dos atendimentos SUS no Estado. Até o fim do ano, serão distribuídos R$ 276 milhões a essas unidades de saúde.

Sobre o ranking

O ranking da CLP foi criado para avaliar comparativamente como as ações dos Estados afetam nos números. Quanto maior a nota, pior é o desempenho. Além de Santa Catarina (1º) e do Rio Grande do Sul (2º), o Amapá aparece com o terceiro melhor quadro. Na outra ponta estão Roraima (25º), Rio de Janeiro (26º) e o Pará (27º).  A CLP também divulga todos os anos o ranking de competitividade dos Estados, que analisa uma série de índices das unidades da federação.

Arte: SECOM/SC