Tom se coloca à disposição do Hercílio e espera conversa com a diretoria

Caio Maximiano
Caio Maximiano
Foto: Patrícia Amorim | Hercílio Luz

Funcionário do clube há mais de 10 anos, Tom foi acionado a três rodadas do fim com a missão de evitar o rebaixamento do Hercílio Luz. Em tão pouco tempo, o treinador não só conseguiu livrar a equipe do descenso, como também levou o Leão do Sul para as quartas de final do Campeonato Catarinense. Foram três jogos difíceis na reta final do Estadual, em um intervalo de 11 dias, contra equipes que brigavam na parte de cima da tabela.

As derrotas fora de casa para Brusque e Avaí não abalaram o elenco e muito menos o técnico Tom. O capítulo mais importante da campanha do Leão do Sul no Catarinense estava reservado para a última rodada. Uma virada histórica por 4 a 3 contra o Joinville garantiu o Hercílio na elite e classificou a equipe para as quartas. O gol da vitória, aos 48 minutos, contou com participação direta de Tom, que dois minutos antes da rede balançar, colocou PH, autor do gol, na vaga de Wellington. Nas quartas, a equipe bateu de frente com a Chapecoense nos dois jogos e foi eliminada com gol de pênalti polêmico na Arena Condá.

Tom abraça PH, autor do gol da classificação, após o jogo contra o JEC.
Foto; Patrícia Amorim | Hercílio Luz

Em entrevista concedida após a eliminação para a Chapecoense, Tom agradeceu o apoio da torcida, a confiança da diretoria se colocou à disposição do clube para a sequência da temporada: "Quero agradecer a torcida, a diretoria e todos que estavam torcendo por nós. Sobre o futuro no Hercílio, vamos sentar e conversar com a diretoria. Sou mais um leão que está à disposição do clube para o que der e vier".

O diretor de futebol Nathan Faraco e o gerente de futebol Daniel Frasson devem se reunir com Tom nos próximos dias para definir seu futuro. O clube terá pela frente a Copa Santa Catarina, em setembro, que deve servirá como laboratório aos garotos da base visando a próxima temporada.

Caio Maximiano
× Fale com o Infosul