Tubarão: a chapa tá fervendo; articulações políticas a todo vapor

Foto: reprodução

Decisão de Luciano alterará cenário político tubaronense

Bem visto na cidade e no meio político, a possível desistência de Luciano Menezes (PSL), caso se concretize, afetará consideravelmente o cenário político tubaronense, bem como poderá desencadear uma séria de mudanças nos rumos das articulações políticas na cidade azul. A dúvida é, para onde irá o apoio ou participação do PSL; para o lado que lhe atacou fortemente alguns dias atrás ou para o lado de onde saiu, propondo mudanças? Vamos aguardar as cenas do próximo capítulo.

MDB e PL

Ao que tudo indica, MDB e PL serão parceiros na disputa eleitoral deste ano; o primeiro deve indicar um nome para ser o cabeça da chapa (prefeito), e o segundo indicará o vice. PSL e PSC são duas siglas que podem fazer parte da coligação. Se assim for, a oposição ganha força para enfrentar o atual prefeito, Joares Ponticelli, que disputará à reeleição. O partido dos tucanos – PSDB – agora, com a gaiola vazia, pode se tornar um ‘mero’ apoiador da oposição. Desta forma, os eleitores tubaronenses poderão ter três opções de candidatos para o Executivo: PP/PSD – frente governista; e MDB/PL/PSDB, PT como frentes oposicionistas.

Chapas Proporcionais

É grande a movimentação dos partidos para formação das suas chapas proporcionais para o legislativo municipal. Como é a primeira eleição sem coligação na proporcional, cada partida de fato, terá que mostrar sua força política na cidade, pois serão essas bancadas eleitas que darão sustentação ao próximo governo, seja de quem for. Então, se torna importante, tanto quanto ganhar a prefeitura, também eleger o maior número de vereadores para ter uma base (maioria) de governo.

Os poderes precisam ser respeitados

É lamentável quando vemos nossas Instituições, diga-se os poderes executivo, legislativo e judiciário, serem atacados nas redes sociais por pura ideologia. Os cidadãos precisam aprender a respeitar a nossa legislação, aprender o que é de fato liberdade de expressão. Calúnia dá processo e até prisão. Dizem que, em Tubarão, muitos desses que acham que as redes sociais são “terra de ninguém”, vão ter seus nomes e suas postagens na justiça. Vamos aguardar.

E o fundão...

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou na segunda-feira, 08, a divisão do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões. O dinheiro vai abastecer as campanhas de prefeitos e vereadores nas eleições municipais deste ano. Maiores bancadas na Câmara dos Deputados, PT, PSL e PSD ficaram com as maiores parcelas – R$ 200 milhões, R$ 193 milhões e R$ 157 milhões, respectivamente.

Conhecimento é requisito também

Ninguém pode discutir a indicação de A ou B numa eleição, principalmente quando falamos na disputa pela cadeira do Executivo. Entretanto, é necessário que os partidos, bem como suas lideranças partidárias, orientem e preparem bem seus pré-candidatos. Ir na imprensa e falar o que bem pensa, entende ou imagina é o primeiro atestado de incapacidade para o cargo pleiteado. Quer disputar a eleição? Prepare-se. Estude. Busque informações da cidade, da gestão pública. Mostre-se, pelo menos, com o mínimo de conhecimento para o cargo.

Dizem por ai...

Que tem partidos se reunindo em segredo, mas tornando pública suas conversas, é uma estratégia, será...

Que vem novidades na política tubaronense, será...

Que a chapa da margem direita com a margem esquerda, já está formada, será...

Que tem partido que não elege vereador nem pela sobra, será...

Que tem deputados se movimentando pela cidade em off, será...