Tubarão: além da modernização, novo sistema de transporte coletivo deve alterar linhas intermunicipais

Imagem: divulgação/Infosul

A Prefeitura de Tubarão, por meio da Secretaria de Urbanismo, Mobilidade e Planejamento, vai apresentar na próxima segunda-feira, 20, às 19h, no teatro da Arena Multiuso, o novo sistema de transporte coletivo da cidade.

O Portal Infosul teve acesso, com exclusividade, nos detalhes dessa apresentação. Uma das novidades é a modernização do ticket de passagem; agora, os passageiros vão ter um cartão recarregável. Esse cartão será abastecido em um escritório do Consórcio responsável pelo transporte coletivo no município, que está sendo montado na Avenida José Acácio Moreira, no bairro Centro. Com isso, os tradicionais “passes” serão descartados. Vão ser quatro tipos de cartão: comum, estudante, especial (idosos e deficientes) e vale-transporte.

Além dos cartões, todos os 20 ônibus do Consórcio serão equipados com reconhecimento facial. Isto é, somente o titular do cartão poderá utilizar os créditos do mesmo. Em casos onde o titular não for reconhecido, um colaborador dentro do veículo deverá conferir a identidade do passageiro de acordo com um documento oficial. Esse funcionário também será responsável por fazer a cobrança – em dinheiro – dos passageiros que não possuírem o cartão.

As linhas atuais também vão sofrer alterações. Os coletivos que passam nos bairros São Martinho/via Unisul, Vila Padre Itamar, Morrotes, Guarda, Caruru, Sombrio, Madre e Andrino vão seguir até a Rodoviária Nova. Lá, os passageiros que desejarem ir para o centro vão precisar pegar um outro ônibus, o chamado Circular Troncal, uma outra novidade. Serão dois veículos do tipo. Eles vão percorrer uma rota diferenciada, que deve passar pelo centro da cidade e também pelos principais pontos do município. Essa baldeação não será cobrada e poderá ser realizada em qualquer lugar, desde que, o passageiro respeite o tempo limite estabelecido.

Já as linhas dos bairros São Cristóvão, Sertão dos Corrêas, Lajeado e Sanga vão seguir até a rodoviária antiga, onde poderão também fazer a baldeação, sem custo, para um troncal. Em princípio, o troncal deve funcionar somente em horários de pico.

Uma alteração – talvez a mais polemica – de retirar as linhas intermunicipais de dentro da cidade também deve ser discutida. Ou seja, as linhas que vem de municípios vizinhos até a cidade de Tubarão podem ser limitadas, pelo menos no centro da cidade. A ideia é que essas rotas tivessem como limite a rodoviária nova. O problema é que esses passageiros, ao invés de baldear para o veículo troncal – gratuitamente – terão que pagar uma nova passagem.

Um aplicativo, compatível com sistemas IOS e Android, também será apresentado. Nele, os passageiros vão poder acompanhar o tempo de espera e a localidade em que o ônibus está em tempo real. Câmeras de segurança também estão sendo instaladas. Pelo menos dez dos ônibus vão ter ar-condicionado.

Todo o projeto foi desenvolvido por uma empresa terceirizada, a Profusy, contratada pelo Consórcio Capivari Transgeraldo. O Consórcio foi assinado em julho do ano passado junto do município, com duração de 20 anos. Entre as exigências, o contrato previa a modernização do sistema e novos veículos.