Tubarão: base do governo na Câmara pode virar minoria com Janela Eleitoral

Montagem: Portal Infosul

Começa nesta quinta-feira, 05, a tão aguardada janela eleitoral, período em que os vereadores podem mudar de partido sem perder o cargo. A janela fica aberta até o dia 03 de abril. Na Câmara de Vereadores de Tubarão muita coisa deve mudar. A base do governo, inclusive, pode virar minoria.

Gelson Bento, atualmente no PP, ao que parece, depende de uma conversa com o prefeito Joares Ponticelli para decidir seu futuro na sigla. Após esse bate-papo ele decidirá se continua ou não sendo base. A aposta seria o PSL.

Já o vereador Júlio Cesar Ângelo Rodrigues, também do PP, deve acompanhar o par da casa e migrar para o PSL. Ele não comenta a mudança, mas também não nega.

O PSDB também pode perder nomes. Se ouve nos bastidores da Câmara que Carlos Alexandre das Neves deve deixar o partido, mas estaria com dúvidas. Outro que tem saída quase certa é Gilson Paes Vieira. Entre os colegas, ele não esconde a admiração pelo partido de Luciano Menezes.

Declarando-se pré-candidato à prefeito, o parlamentar João Fernandes, do PSDB, é outra certeza de mudança. Fiel ao senador Jorginho Mello, do PL, pode ser o primeiro da turma a usar a janela partidária.

O representante do PSD, Dalton Marcon, sairá da sigla. A reportagem apurou que sua proximidade com o pré-candidato à prefeitio Cristiano Ferreira, deve levá-lo para o MDB.

Outra certeza de mudança é Douglas Antunes, atualmente no MDB. Após uma série de discussões que culminou num pedido de expulsão do parlamentar da sigla – ainda não resolvido – o edil afirma que não permanecerá no partido. No entanto, não dá pistas para onde vai. O Portal arrisca o PSD.

Ele nega, mas Dorli Fernandes, do PP, parece ter mágoas com a atual gestão municipal. Por essa razão, não será surpresa se ele deixar a sigla e migrar para o PSL, apoiando, então, o principal oponente de Joares Ponticelli.