Tubarão perde em casa para o Marcílio Dias

Caio Maximiano
Caio Maximiano
Foto: Leonardo Hübbe | CA Tubarão

Por Caio Maximiano

O Atlético Tubarão perdeu para o Marcílio Dias por 1 a 0 no Domingos Gonzalez e chega a sua quarta derrota em cinco jogos na Série D do Brasileiro. O resultado deixa o tricolor estacionado com 3 pontos na tabela e ocupando a vice-lanterna da competição. A equipe volta a campo na quinta-feira, 15, às 15h, contra o Joinville, na Arena Joinville (informações retiradas do site da CBF).

O jogo

O Tubarão dominou boa parte da primeira etapa, aproveitando os erros do sistema defensivo da equipe do Marcílio Dias. Mas foi o Marcílio Dias quem teve a primeira boa chance do duelo: aos 3 minutos Jefferson Recife cobrou falta pela esquerda e a bola foi direto na trave do goleiro Guilherme Boer. Na tentativa de evitar o gol, o arqueiro se chocou com a trave e precisou de atendimento médico.

A primeira boa chegada do peixe aconteceu aos 20 minutos. Alex Nemetz desarmou o contra-ataque do Marinheiro no meio-campo e a bola sobrou para Anderson. O lateral-esquerdo achou Aslen no ataque, que limpou o marcador e finalizou para a defesa do goleiro Belliato.

O gol do Marcílio Dias - que vivia o pior jejum de gols de sua história - saiu aos 23 minutos. Após o escanteio pela direita cobrado pelo armador Marllon, o lateral-direito Luiz Renan testou sozinho entre os marcadores e abriu o placar para o clube do Itajaí. Aos 28 minutos, uma "blitz" do Tubarão em frente a meta do Marcílio Dias. Foram diversas oportunidades em sequência que não conseguiram ser concluídas em gol.

A melhor chance do tricolor da vila no primeiro tempo foi aos 37 minutos. Carlos Eduardo cruzou na medida para Eduardo Meurer, que cabeceou com muito perigo para a grande defesa do goleiro Júnior Belliato. As últimas chances de Tubarão e Marcilio na primeira etapa saíram aos 46 e 49 minutos, respectivamente. Tubarão chegou com perigo após boa jogada de Alex Nemetz. O camisa 8 tocou para Aslen, que chutou por cima do gol. O último lance da partida foi um escanteio cobrado por Marllon na cabeça de Zé Vitor, que finalizou pra fora do gol.

A melhor chance do Tubarão no segundo tempo foi justamente no último lance da partida. Aos 48, Aslen recebeu dentro da grande área e conseguiu finalizar com extremo perigo entre dois adversários. A bola passou rente à trave do goleiro Belliato.

TUBARÃO: Guilherme Boer, Carlos Eduardo, Gutierrez, Vinícius Kuerten e Anderson (Wesllen); Eduardo Meurer (Vico), Zé Augusto e Alex Nemetez (Régis); Aslen, Kendy (Douglas) e Gleydson. Técnico: Isaque Pereira

MARCÍLIO DIAS: Júnior Belliato, Luiz Renan, Luan, Magrão e Jefferson Recife; Daniel Pereira, Mikael (Diego Silva) e Marllon (Léo Santos); Weriton (Rogério), Zé Vitor (Hélio Paraíba) e Nathan Ferreira (Xavier). Técnico: Waguinho Dias

Caio Maximiano
× Fale com o Infosul